Site oferece ajuda aos argentinos que irão ao Chile por ocasião da visita do Papa

 

Argentina - Buenos Aires (Sexta-feira, 12-01-2018, Gaudium Press) Com o propósito de oferecer informação completa para os peregrinos argentinos que viajarão ao Chile para participar da viagem apostólica que realizará o Papa de 15 a 18 de janeiro, o Ministério das Relações Exteriores da Argentina, a partir da Secretaria de Culto, disponibilizou um website com recomendações para participar dos principais eventos com o Santo Padre no país austral.

Site oferece ajuda aos argentinos que irão ao Chile por ocasião da visita do Papa.jpg

Na página web, que pode ser acessada através do endereço: www.peregrinosenchile2018.cancilleria.gob.ar, se encontra diversas informações referentes à documentação válida para viajar, como é o DNI e o Passaporte, assim como o Bilhete Único Migratório, e os documentos que requerem os menores de 18 anos. Indica também os consulados argentinos presentes no Chile.

Também oferece conselhos importantes, como a necessidade de obter entradas pessoais para as celebrações Eucarísticas que presidirá Francisco em Santiago, Temuco e Iquique; e para o encontro com os jovens no Santuário de Maipú. Também faz referência à importância da contratar um seguro médico antes de viajar, um seguro para os veículos estrangeiros e oferece informações úteis com números de emergência no Chile.

Além disso, fornece links externos que levam ao site oficial da Direção Nacional de Migrações da República Argentina, ao site do governo chileno para a visita do Papa e ao aplicativo móvel com informações sobre o estado das passagens internacionais com países limítrofes.

Com o objetivo de facilitar o acesso dos argentinos ao Chile, o governo argentino, com o apoio do Ministério das Relações Exteriores, implementará algumas medidas para reduzir as demoras nas fronteiras e acompanhar a permanência de seus compatriotas no país vizinho.

Entre as medidas, se instalarão durante 10 dias dois escritórios consulares itinerantes em Temuco e Iquique, que terão a finalidade de atender os problemas administrativos dos argentinos. Estes dois pontos de atenção consular se somarão aos quatro consulados permanentes que se encontram em Santiago, Valparaíso, Concepción e Antofagasta.

Da mesma forma, serão instalados postos de saúde ao longo de toda a fronteira com o Chile, e se contará com o apoio da Gendarmería Nacional, a Comissão Nacional de Regulação dos Transportes (CNRT) e Segurança Rodoviária, que será responsável pelo controle dos veículos.

Segundo destaca AICA em um comunicado de imprensa, uma das maiores preocupações do Ministério das Relações Exteriores da Argentina é a passagem e a atenção dos peregrinos ao território chileno, de modo que se busca que "não haja problemas, e que os problemas que ocorrerão tenham soluções". (EPC)