Espiritualidade

Artigo: A primeira Árvore de Natal

Quem, em sua infância não se alegrou  montando uma árvore de Natal em casa? Contudo, muitos ainda se perguntarão: quem teve a ideia de decorar a primeira árvore na véspera de Natal? 

Artigo: Existiu Papai Noel?

Existiu Papai Noel? Mais cedo ou mais tarde, toda criança faz esta pergunta. E os pais podem responde facilmente a seus filhos contando-lhes a bela história da vida de São Nicolau.

Artigo: Belém, berço da Eucaristia

Belém é um nome altamente simbólico: em árabe significa "casa da carne" e em hebraico "casa do pão". Lá nasceu o Rei David, ungido pelo profeta Samuel para ser cabeça da dinastia, da qual nasceria o Messias.

Artigo: Coroa do Advento

Ela é tão simples quanto bonita: um círculo feito de ramos verdes, geralmente de ciprestes ou cedros. Nele coloca-se uma fita vermelha longa. Quatro velas de cores variadas completam uma bela guirlanda.

Artigo: Igreja, Corpo Místico de Cristo, Esposa Mística de Cristo

“A verdadeira força da Igreja está em ser o Corpo Místico de Nosso Senhor Jesus Cristo” diz Plinio Corrêa de Oliveira (2002a: 147) no seu famoso ensaio 'Revolução e Contra-Revolução' ”.

Artigo: A abertura do ser humano para o transcendente

“A existência humana está vinculada a uma abertura ao infinito. A experiência mística é universal: em todos os tempos e lugares, sempre houve, há e haverá místicos, pois operar misticamente é uma necessidade ineludível do ser humano”.

Artigo: O homem: esse louco que não reza

De quantas calamidades não nos teremos vistos livres porque nosso anjo da guarda nos protegeu, ou porque a rogos da Virgem Maria, Cristo interveio em um momento decisivo?

Artigo: O vendedor de conselhos

Aconselhar é um dom do Espírito Santo: o dom do conselho. É a luz Divina que ilumina nossa consciência e aperfeiçoa a virtude da prudência, e assim, nos leva evitar o erro e amar

Artigo: O rosário na Praia

“Convidadas a unirem-se ao grupo, as missionárias se acomodavam na areia com elas e compreenderam, afinal, que rezavam o rosário, desta vez formado de conchinhas enfiadas em um fio”.

Artigo: Sofia e Edi

Traziam em seus pequenos corações a chama da fé, da inocência, do amor à cruz sem saber explicá-lo por causa de suas tenras idades, mas eram felizes.