Cardeal Filoni é o enviado especial do Papa ao Congresso Eucarístico em Taiwan

 

China - Taiwan (Quinta-feira, 10-01-2019, Gaudium Press) A Santa Sé anunciou que o Cardeal Fernando Filoni, Prefeito da Congregação para a Evangelização dos povos, será o enviado especial do Papa Francisco à celebração de encerramento do IV Congresso Nacional Eucarístico de Taiwan, que ocorrerá no dia 1º de março na Diocese de Chiayi.

Cardeal Filoni e? o enviado especial do Papa ao Congresso Eucari?stico em Taiwan .jpg

Durante a última visita ad limina, no dia 14 de maio de 2018, os sete Bispos de Taiwan convidaram o Pontífice para participar do evento na ilha.

A escolha do Santo Padre foi recebida de forma positiva pelo governo de Taiwan, que, através de seu ministro de Relações Exteriores, manifestou seu agradecimento pela decisão do Pontífice, que dessa forma demonstra "as relações fortes e cordiais entre Taiwan e a Santa Sé".

O Cardeal Filoni também se pronunciou sobre o assunto, agradecendo ao Papa Francisco pela decisão e explicando o motivo da escolha. "Esta decisão do Santo Padre, de nomear-me como enviado especial para o Congresso Eucarístico Nacional, se justifica antes de tudo porque responde à experiência de nossa Congregação para a Evangelização no sustento da vida pastoral da Igreja em Taiwan", comentou o purpurado à agência AsiaNews.

De acordo com o Prefeito da Congregação para a Evangelização dos povos, o Encontro Eucarístico oferecerá sustentação ao trabalho missionário dos cristãos que são "a raiz da qual surge os brotos" da Igreja taiwanesa.

Sobre o tema escolhido para o Congresso, 'Todas minhas fontes estão em ti', retirado do Salmo 87, o Cardeal Filoni comentou: "este título também centra o olhar na evangelização, porque se refere às raízes a partir das quais surge os brotos da Igreja taiwanesa, que é filha dos esforços de numerosos missionários no passado, e agora, do testemunho de muitas comunidades locais".

Ainda sobre o evento, o purpurado explicou que "este ato de culto de tal maneira público não é uma simples visita, mas um momento de encontro e de participação, onde a Igreja toda se reúne. Isso me permitirá reunir-me com os Bispos, que vivem a evangelização no presente, e com o seminário maior (que congrega os que continuarão dita obra) além dos religiosos, religiosas e leigos", concluiu. (EPC)