Mais de 150 adultos serão batizados durante a Páscoa em vicariato no Camboja

 

Phnom Penh - Camboja (Sexta-feira, 15-03-2019, Gaudium Press) O Vicariato de Phnom Penh, no Camboja, está em festa pelos 154 adultos que na noite de Páscoa receberão o sacramento do Batismo.

Mais de 150 adultos sera?o batizados durante a Pa?scoa em vicariato no Camboja 1.png

A apresentação dos catecúmenos ocorreu durante a Missa do primeiro domingo da Quaresma, presidida pelo vigário apostólico, Dom Olivier Schmitthaeusler. A celebração eucarística contou com a participação de representantes de todos os nove setores pastorais da capital.

Em sua homilia, Dom Schmitthaeusler manifestou grande alegria pelo fato de que "cada um dos adultos chamados encontrou a Jesus de uma forma pessoal, sendo acolhidos e apoiados pela comunidade cristã". E convidou os batizandos a "estarem orgulhosos de se converterem em filhos e filhas de Deus, com a certeza de que Deus está convosco e que os ama, sem limites".

"Sejam discípulos e amigos de Jesus e apóstolos testemunhas da Boa Nova, em ato e verdade. Nossa sociedade necessita de pequenas luzes. Vós sóis este sal, esta luz e este fermento na massa humana. Não tenham medo de testemunhar!", afirmou.

Mais de 150 adultos sera?o batizados durante a Pa?scoa em vicariato no Camboja 2.jpg

Voltando-se para os sacerdotes, padrinhos e aos que já foram batizados, o vigário apostólico de Phnom Penh exortou para que "estejam próximos de vossos catecúmenos. Amem-os e acompanhe-os. Ilumine-os, para que em vós vejam a outro Cristo. É uma missão que a Igreja vos confia através de vosso ministério e que deve ser a prioridade nestas próximas semanas. Sejam esta Igreja que recebe ao futuro batizado, que será plenamente membro de nossa família e abrirá as portas de vosso coração aos gritos e às misérias de nossa sociedade. Vosso testemunho de cristãos será mais verdadeiro e eficaz que belas palavras sobre a missão. De outro modo, nossa Igreja será uma Igreja de boas intenções e não dará frutos".

Concluindo seu sermão, o prelado pediu para que a igreja local se orgulhe da missão recebida para que esteja à altura dela. "Rogo a Deus que nos abençoe e nos tenha em sua paz, para que possamos viver nEle e testemunhar com fervor este amor que nos arde e nos envia". (EPC)