Para motivar espírito missionário, Padres Orionitas dedicam ano aos jovens

 

Roma (Quarta-feira, 12-06-2019, Gaudium Press) "Viver todo encontro com o próximo sempre no signo da caridade": essa é a mensagem que a Família de São Luís Orione lança por ocasião do "Ano dos Jovens Orionitas", iniciado em 1º de junho com o tema "Ouvir, discernir e viver a missão".

Para motivar espírito missionário, Padres Orionitas dedicam ano aos jovens-Foto Arquivo Gaudium Press.jpg

"O ano 2019, nas Filipinas, é dedicado aos jovens, que são o futuro, mas também o presente da Igreja", disse à Agência FIDES, em Roma, o Padre Martin Mroz, conselheiro, no maior país católico do sudeste asiático, da delegação orionita "Mãe da Igreja".

Ser protagonistas, não expectadores

O Conselheiro Padre Martin Mroz disse que "Com a participação ativa (dos jovens) na sociedade e na vida da Igreja, eles inspiram todos nós para a evangelização e a transformação social".

Desde março, explica o Padre Martin, "foram organizados encontros de formação para jovens e leigos" e nesta atividade de preparação para o evento estiveram envolvidos todos os membros da Congregação Orionita.

A preparação teve também como finalidade "convidar todos os participantes a viver este percurso com generosidade: ser verdadeiros protagonistas deste tempo, e não expectadores", explicou o sacerdote da delegação orionita nas Filipinas.

Atividade dos Orionitas

O Padre Martin narra que em Quezon City, tem sua sede, desde 1991, uma das três comunidades da família do Santo de Tortona:
"Em Payatas, onde se encontra a sede da obra mãe, há uma paróquia com mais de 150 mil pessoas, mais as obras sociais ali presentes."

"Nas 14 capelas nas quais trabalhamos, são ativos 9 programas de alimentação, isto é, lugares onde cerca de 400 crianças desnutridas recebem tratamento e uma alimentação diária. Há também dois ambulatórios", continua explicando o sacerdote.

Formação para missão e evangelização

Padre Martin narra que "Pouco distante, em Montalban, em nossa casa de formação moram 40 estudantes de filosofia, 11 postulantes que iniciaram recentemente o aspirantado, e 14 noviços. Alguns deles são provenientes também da Índia e do Quênia".

"No mesmo campus há uma casa que acolhe 35 crianças com problemas físicos e mentais. Por fim, na cidade de Lucena, há uma obra de animação com 4 programas de alimentação e também um centro onde jovens de todas as idades podem frequentar cursos de inglês e informática", acrescenta.

"Quando Dom Luís se tornou sacerdote tinha 23 anos e daquele momento em diante viveu na maravilha e na alegria da caridade, sempre pronto e voltado para as necessidades dos pobres. Um sonho que quis partilhar com outros jovens."

Em 13 de abril de 2020 será comemorado o 125º aniversário da ordenação sacerdotal de Dom Orione.

A Família composta pelos filhos espirituais de Dom Orione se prepara para celebrar uma festa:
Com esse desejo, em Tortona - região italiana do Piemonte -, de 1º a 5 de julho de 2020 se celebrará a "Jornada Mundial dos Jovens Orionitas".

"Como dizia Dom Orione, os jovens são o sol ou a tempestade do amanhã. Tudo depende de como são guiados", recordou o Padre Martin. (JSG)