Novos Decretos da Congregação das Causas dos Santos foram aprovados pelo Papa

 

Cidade do Vaticano (Segunda-feira, 08-07-2019, Gaudium Press) O Papa Francisco aprovou Decretos de virtudes heroicas de 7 Servos de Deus e culto litúrgico do Beato Bartolomeu dos Mártires, de Portugal.

Além dessas aprovações, o Pontífice autorizou promulgar o Decreto concernente ao milagre atribuído à intercessão do Venerável Servo de Deus norte americano Fulton Sheen.

As aprovações foram promulgadas durante audiência concedida por Francisco na manhã do dia 05 de julho com o Cardeal Angelo Bécciu, Prefeito da Congregação das Causas dos Santos.

Beato Bartolomeu dos Mártires

Na audiência o Papa estendeu a toda a Igreja Católica o culto litúrgico em homenagem ao Beato Bartolomeu dos Mártires, português, nascido em Lisboa, em 3 de maio de 1514 e falecido em Viana do Castelo, em 16 de julho de 1590.

Ele pertenceu à Ordem dos Frades Pregadores, foi Arcebispo de Braga. O Pontífice inscreveu o Beato na lista dos Santos por Canonização equipolente.

Canonização Equipolente

Uma Canonização Equipolente realiza-se quando o Papa alarga a toda a Igreja o preceito do culto de um servo de Deus que ainda não foi canonizado, mediante a inserção da sua festa, com missa e ofício, no Calendário da Igreja universal.

Neste ato pontifício identifica-se os elementos de uma canonização verdadeira, isto é, de uma sentença definitiva do Papa sobre a santidade do servo de Deus.

Esta sentença, contudo, não é expressa com a fórmula de canonização habitual, mas através de um decreto obrigante a Igreja inteira à veneração daquele servo de Deus com o culto reservado aos santos canonizados.

Outras autorizações

Na mesma Audiência, o Papa autorizou a Congregação das Causas dos Santos a promulgar o Decreto concernente:

- ao milagre, atribuído à intercessão do Venerável Servo de Deus, Fulton Sheen, norte-americano, arcebispo de Newport, bispo emérito de Rochester, nascido em 8 de maio de 1895, em El Paso, Illinois e falecido em 9 de dezembro de 1979, em Nova Iorque.

Francisco autorizou ainda a promulgação dos seguintes Decretos concernentes às virtudes heroicas de sete Servos de Deus:

- Elias Hoyek, libanês, Patriarca de Antioquia dos Maronitas, Fundador da Congregação das Irmãs Maronitas da Sagrada Família, nascido em Helta, em 4 de dezembro de 1843, e falecido em Bkerké, em 24 de dezembro de 1931;

- João Vitório Ferro, italiano, da Ordem dos Clérigos Regulares Somascos, Arcebispo de Régio Calábria-Bova, nascido em Costigliole de Asti, em 13 de novembro de 1901, e falecido em Régio Calábria, em 18 de abril de 1992;

- Ângelo Riesco Carbajo, espanhol, Bispo de Limisa e Auxiliar do Administrador Apostólico de Tudela, Fundador do Instituto das Missionárias da Caridade, nascido em Bercianos de Vidriales, em 9 de julho de 1902, e falecido em La Bañeza, em 2 de julho de 1972;

- Ladislau Korni?owicz, sacerdote diocesano polonês, nascido em Varsóvia, em 5 de agosto de 1884, e falecido em Laski, em 26 de setembro de 1946;

- Angélico Lipani, sacerdote professo italiano da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, fundador da Congregação das Irmãs Franciscanas do Senhor, nascido em Caltanissetta, em 28 de dezembro de 1842, e ali falecido em 9 de julho de 1920;

- Francisca do Espírito Santo, filipina, Fundadora da Congregação das Irmãs Dominicanas de Santa Catarina de Sena, nascida em Intramuros, em 1647, e falecida na capital, Manila, em 24 de agosto de 1711;
- Estêvão Pedro Morlanne, leigo francês, Fundador da Congregação das Irmãs da Caridade Materna, nascido em Metz, em 22 de maio de 1772, e ali falecido em 7 de janeiro de 1862. (JSG)