Objetos sagrados recuperados de profanações do Ísis são venerados em Londres

 

Inglaterra - Londres (Quinta-feira, 07-11-2019, Gaudium Press) Um conjunto de dez objetos sagrados que tinham sido profanados violentamente no Iraque por integrantes do grupo terrorista identificado como Estado Islâmico foram venerados e abençoados em uma cerimônia no templo católico de Farm Street, onde se erigiu um altar especial temporal para promover a oração pelos cristãos perseguidos.

Objetos sagrados recuperados de profanações do Ísis são venerados em Londres.jpg

O rito de bênção foi presidido pelo pároco, Padre Dominic Robinson, Capelão da Fundação Pontifícia Ajuda a Igreja que Sofre (AIS), que realizou diversos projetos de apoio e reconstrução das comunidades afetadas pelo genocídio contra os cristãos no Oriente Médio. "Espero muito que a visita destes objetos sagrados profanados contribua ao nosso sentido de comunhão com nossos irmãos e irmãs que lutam por praticar sua Fé e nos mostre o poder da esperança através da Cruz", comentou o Padre Robinson.

Os objetos sagrados se encontram emprestados por parte da Arquidiocese caldeia de Erbil, Iraque, a qual recuperou os elementos após a derrota militar do Estado Islâmico. Durante a ocupação da planície de Nínive, as forças terroristas destruíram o patrimônio da Igreja e erradicaram a abundante presença cristã da região, causando um êxodo massivo até o Curdistão iraquiano e para o exterior.

Calcula-se que antes da violenta perseguição, os cristãos eram mais de um milhão e meio de pessoas no Iraque. Por causa do genocídio, a cifra chegou a se aproximar dos 300 mil, com até dois terços de refugiados no Curdistão. Os principais destinos dos fiéis foram Jordânia, Líbano e Turquia e depois se registrou um progressivo êxodo até o Ocidente, com uma notável migração para a Austrália. (EPC)