Nossa Senhora de Guadalupe Padroeira da América Latina

 

Redação (Quarta-feira, 11-12-2019, Gaudium Press) Colocada sob o patrocínio de Nossa Senhora de Guadalupe, tem-se a impressão de que a América Latina está reservada para ser o imenso território onde a glória do Reino d'Ela reluzirá com maior esplendor.

Padroeira-da-Ame?rica-Latina.jpg

Vejamos a Opinião de Plinio Corrêa de Oliveira sobre esta afirmação:

-No noticiário internacional de nossos dias fala-se muito do bloco latino-americano como um todo, vincando-se a ideia de que este constitui uma imensa família de nações, no sentido católico da palavra.

Um bloco, diga-se, e o esperamos ardentemente, que ainda há de ser esculpido pela Providência para se tornar uma das obras-primas da História.

Ora, essa unidade da América Latina se viu corroborada justamente pelo fato de ter uma Padroeira sob a invocação de Nossa Senhora de Guadalupe, e a coesão desse todo é tão real que, nos domínios de Maria Santíssima, constitui um feudo à parte, sobre o qual Ela deposita particulares desígnios.

Missão de levar ao píncaro a cultura católica

Importa reconhecer que a América Latina representa a herança legada pela Europa católica a este século e aos vindouros.

O espírito latino, riquíssimo entre as variantes existentes no gênero humano, possui singular aptidão para as coisas mais elevadas - e, portanto, para as verdades da Fé, para o sobrenatural - que o torna um dos elementos mais preciosos da Igreja Católica.

A latinidade conservou relativamente imunes os valores mais nobres da tradição que a formou.

Os povos latinos se modernizaram menos que os americanos do norte e os europeus, e nisto consiste, sob algum aspecto, nosso glorioso "subdesenvolvimento": ou seja, a distância que ainda nos separa das coisas ruins advindas com a modernidade.

Percebe-se, pelo acima considerado, que a Ibero-América tem a missão de levantar e colocar num píncaro o facho da cultura latina católica, inteiramente a serviço da Fé, para brilhar no mundo. Fora disso, ela não tem sentido.

Essa cultura católica está derribada, prostrada, mas revive em nosso continente com todo o viço da juventude e com possibilidades de futuro, conservando e avultando os legados recebidos das expressões culturais incomparáveis da Cristandade europeia.

Somos o renascimento e o reflorescimento desses valores nas zonas protegidas por Nossa Senhora de Guadalupe.

Fervorosa súplica à Virgem de Guadalupe

Assim, devemos ter a alma bem impostada para pedirmos a Ela, no dia (12-12) em que A celebramos:
antes de tudo, que mantenha a América Latina cada vez mais sujeita e unida a Ela.

E, por isso mesmo, com todos os vínculos que constituem sua coesão ainda mais acentuados.

Que esse imenso potencial, no momento apropriado, se levante para servir a Santa Igreja, tornando-se o elemento melhor e mais dinâmico para formar uma nova Civilização Cristã.

Tem-se, na verdade, a impressão de que a América Latina está reservada por Nossa Senhora para ser o imenso território onde a glória do Reino d'Ela reluzirá com maior esplendor.

Assim, podemos acrescentar essa súplica:

"Nossa Senhora de Guadalupe, realizai em nós esses desígnios a fim de que, o quanto antes, venha sobre nós, para nós, o Reino de Maria. Amém".

(ARM)

(in "Revista Dr. Plinio" , N.105)