O Batismo de Jesus e o nosso Batismo

 

Frederico Westphalen - RS (Sexta-feira, 10-01-2020, Gaudium Press) Em seu artigo semanal, o Bispo de Frederico Westphalen, Dom Antônio Carlos Rossi Keller fez breves considerações sobre o Batismo de Jesus e sobre o Nosso Batismo.

O Batismo de Jesus e o nosso Batismo -Foto Fides et Spes.jpg

"Viveu-se ali o mistério da Santíssima Trindade com o Espírito Santo manifestando-se
em forma de pomba e o Pai que diz: ‘Este é o Meu Filho muito amado,
no qual pus toda a minha complacência'.
Foto Fides et Spes

O Batismo de Jesus

Dom Rossi Keller relembra que "Jesus não precisava receber o Batismo de penitência que João Batista ministrava aos judeus. No entanto quis ser batizado por João Batista no rio Jordão, como nos recorda o Evangelho deste Domingo (Mateus 3,13-17)".

Mistério da Santíssima Trindade

O Bispo explicou que no Batismo de Jesus "Viveu-se ali o mistério da Santíssima Trindade com o Espírito Santo manifestando-se em forma de pomba e o Pai que diz: ‘Este é o Meu Filho muito amado, no qual pus toda a minha complacência'.

"Se Jesus é o Filho muito amado de Deus Pai, nós devemos fazer tudo para amá-lo com todo o nosso coração.
Cumpramos a missão que nos confiou. E seremos felizes. Felizes para sempre. Por isso, somos cristãos", escreveu o Prelado.

Sacramento do Batismo

Na Festa do Batismo de Jesus, somos chamados a refletir sobre o nosso Batismo, disse.

Dom Antônio Carlos comentou que em sua Diocese, são indicados modos de atender e tratar os pais quando eles vêm pedir o Batismo para o seu filho.

Os pais devem ser acolhidos com todo o respeito e simpatia e através de um diálogo franco e sincero, procure-se apontar o caminho certo, explicando e compreendendo as dificuldades que surgem nessa caminhada rumo ao Batismo.

Na preparação para os outros sacramentos, a criança batizada irá aprender na catequese a amar Jesus.
A criança mesma poderá ser o anjo enviado por Deus para que os pais vivam também eles a sério a fé cristã, lembra o Bispo.

Pais que não deixam batizar seus filhos

O Bispo de Frederico Westphalen diz que "pode acontecer que alguns pais não deixem batizar os seus filhos, justificando por diversos motivos a sua decisão.

É uma opinião que subsiste em alguns ambientes, como se fosse um atentado à liberdade da criança, batizá-la".

O Bispo afirma que "este pensamento é uma mentira: pois os pais devem dar a seus filhos o que é de melhor: a alimentação, os cuidados médicos etc.

E a fé cristã é um bem de imenso valor: nos dá a graça sacramental do Batismo, que nos faz filhos de Deus, perdoa-nos o pecado original, insere-nos na Igreja, o Corpo de Cristo, une-nos vitalmente a Cristo.
São bens necessários para a felicidade eterna de uma pessoa. "

Dia de agradecer

Para Dom Rossi Keller, o dia do Batismo de Jesus "é um belo dia para agradecermos ao Senhor a graça que nos concedeu, chamando-nos para a Sua Igreja no dia do nosso Batismo.

Recomendação

"Não manchemos a santidade da Igreja com as nossas faltas. Sejamos cristãos autênticos e verdadeiros.

E quando perdermos a graça batismal, pelo pecado, procuremos rapidamente o perdão de Deus, no Sacramento da Penitência, que nos devolve a graça perdida.

O testemunho do Batismo

"A melhor forma de agradecermos é darmos testemunho do Batismo com a nossa vida no mundo. Muitos mais caminharão conosco.

O ódio dará lugar ao amor. O mundo será melhor porque ‘o Senhor abençoará o seu povo na paz', como nos diz o Salmo Responsorial da Missa do dia do Batismo de Jesus(Salmo 28). 

Para concluir, Dom Antônio Carlos, pede que Maria Santíssima, Mãe de Jesus, esteja sempre conosco para jamais nos separarmos dele agora e na eternidade! (JSG)