Diocese de Rio Branco inicia festejos pelo centenário da Igreja Católica no Acre

 

Acre - Rio Branco (Terça-feira, 11-02-2020, Gaudium Press) A Diocese de Rio Branco, realizou no último domingo, 09, a abertura oficial das celebrações do centenário da Igreja Católica no Acre, que se estenderão até o mês de novembro.

A cerimônia, que ocorreu na catedral Nossa Senhora de Nazaré, foi presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Joaquín Pertíñez, tendo reunido católicos de várias paróquias da Diocese. A celebração foi marcada por fortes emoções como a entrada dos ícones que representam o centenário, Cristo Seringueiro e Nossa Senhora da Seringueira.

Diocese de Rio Branco inicia festejos pelo centenário da Igreja Católica no Acre.jpg

Ao longos dos seus 100 anos, a Diocese de Rio Branco teve diversos Bispos à sua frente. O primeiro deles foi Dom Próspero Gustavo M. Bernardi, seguido por Dom Júlio M. Mattioli. O terceiro Bispo foi Dom Giocondo M. Grotti. Logo depois veio Dom Moacir Grecchi e por fim Dom Joaquín Pertíñez Fernandez, que é o atual Bispo.

Durante a Celebração Eucarística, os Bispos foram homenageados pelo artista plástico Gabriel Rodrigues, que fez cinco quadros foram com os rostos de cada um dos Bispos que fizeram e fazem parte da história da Diocese de Rio Branco.

Dom Joaquín Pertíñez Fernandez aproveitou o momento para agradecer a todos que colaboraram de forma direta e indireta com a história da Igreja Católica no Acre. "Quero dar graças a Deus por todos que contribuíram, que derramaram sangue e suor, e até mesmo a própria vida para que pudéssemos chegar até aqui".

Símbolos do Centenário

Os símbolos oficiais do centenário, Cristo Seringueiro e Nossa Senhora da Seringueira, representam a história da Igreja Católica no Acre, e iniciaram sua peregrinação pelas paróquias da Diocese de Rio Branco no ano de 2016.

Essa peregrinação dos símbolos pelas paróquias da capital e do interior do Acre fez parte da programação que antecedeu o centenário. Este ano serão visitadas as demais paróquias que ainda não tiveram a passagem dos símbolos. (EPC)