Passo Fundo se engaja na Campanha da Evangelização 2009

 

Passo Fundo (Sexta, 27-11-2009, Gaudium Press) A Igreja do Brasil, a partir de 1999, vem realizando todos os anos a Campanha da Evangelização, que acontece no tempo do Advento com abertura oficial no primeiro domingo do tempo litúrgico que antecede o natal, dia 29 de novembro.

Neste ano, a Campanha tem como tema "Ele se fez pobre para nos enriquecer", escolhido para dar unidade ao ano litúrgico de 2010, que abordará a questão da economia tanto na Campanha da Evangelização como na da Fraternidade, durante a quaresma.

A diocese de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, está motivando paróquias, comunidades e instituições a se engajarem nessa iniciativa e participarem concretamente da campanha. Segundo o bispo diocesano de Passo Fundo, dom Pedro Ercílio Simon, um dos principais motivos que levaram os bispos do Brasil a promoverem a Campanha da Evangelização foi a questão econômica.

"O trabalho evangelizador tornou-se muito complexo, exigindo, não só pessoas preparadas e capacitadas para a atuação em todos os níveis, bem como recursos tecnológicos, cada vez mais sofisticados e uma estrutura organizacional estável", diz.

A Campanha procura ser uma resposta para amenizar essas necessidades. O Brasil, mesmo sendo uma das maiores nações católicas do mundo, diz o religioso, ainda depende de contribuições da Igreja da América do Norte e da Europa. Ele cita como exemplo uma obra da diocese, a Assistência Social Diocesana Leão XIII. A instituição conta com apadrinhamento de aproximadamente 1.100 crianças por cristãos de uma entidade da Alemanha.

Outras obras sociais e comunitárias da diocese também recebem ajuda de entidades cristãs da Europa, tanto para investimentos no serviço de evangelização como em outras obras.

Para o bispo, a Campanha da Evangelização precisa ser assumida com empenho, criatividade e organização em todas as comunidades da diocese. Os agentes de pastoral, animadores de comunidades e serviços podem planejar, divulgar e sensibilizar os fiéis para este gesto concreto, assumindo sua parcela de responsabilidade no anúncio da Boa Notícia do Reino.

"Assim, a coleta promovida pelas dioceses e pela CNBB será, de fato, a colheita dos frutos amadurecidos no Advento, para serem colocados a serviço da evangelização na vida do povo brasileiro".

Em todo o Brasil, a coleta para a campanha da evangelização será realizada nas celebrações eucarísticas e comunitárias dos dias 12 e 13 de dezembro, terceiro domingo do Advento, ou em qualquer outra data a ser marcada pelas comunidades. "A generosidade dos cristãos cria condições para que a Igreja atue em nosso país e para que desta atuação novas pessoas possam se tornar discípulas missionárias de Jesus em seu Reino", conclui Dom Pedro.

O valor angariado pela coleta nacional para a evangelização constitui o Fundo para a Evangelização em âmbito diocesano, regional e nacional. É administrado pela CNBB e destina-se a apoiar estruturas da Igreja e atividades evangelizadoras.