Cardeal Braz de Aviz toma posse da diaconia da própria igreja titular romana no próximo dia 20 de maio

 

Cidade do Vaticano (Sexta-feira, 11-05-2012, Gaudium Press) Domingo dia 20 de maio próximo o Cardeal João Braz de Aviz, criado purpurado, tomará posse da Diaconia de Santa Helena fora da Porta Prenestina, informou o aviso do Escritório das Celebrações Litúrgicas. Os cardeais fazem parte do clero romano para o qual lhe é dado um Título e Diaconia de uma das igrejas romanas. A diaconia é assinalada aos bispos eméritos presidentes e prefeitos da Cúria romana, enquanto aos bispos locais é dado um Título.

cardeal_Aviz_Roma.jpg
Cardeal Braz de Aviz será o terceiro purpurado a tomar posse da Diaconia de Santa Helena

Um título cardinalício à Santa Helena fora da Porta Prenestina foi instituído por João Paulo II em 1985.

O Cardeal Braz será o terceiro purpurado a tomar posse. O primeiro foi o cardeal canadense Edouard Gagnon; e o segundo cardeal de Gana Peter Poreku Dery.

A paróquia de Santa Helena se encontra na histórica zona romana de Pigneto, bairro Prenestino-Labicano, na via Casilina. Ela é parte da XIV Prefeitura Setor Leste da diocese de Roma.

A paróquia foi desejada por São Pio X em recordação do XVI aniversário do édito de Milão de 313, quando os imperadores romanos Constantino I e Licínio reconheceram a religião cristã como religião lícita e legítima dentro do Império; e foi dedicada à mãe de Constantino, Santa Helena.

A igreja foi construída sob projeto do arquiteto Giuseppe Palombi entre 1913 e 1914, foi aberta ao culto em 2 de abril de 1914 e consagrada solenemente no dia 17 de setembro de 1916.

A igreja de Santa Helena foi erigida como paróquia no dia 19 de março de 1914 pelo Papa São Pio X com a constituição apostólica "Quo iam pridem", recebendo os títulos e as rendas da paróquia suprimida dos Santos Quírico e Juliea no Fórum Augusto.

A partir de 1985 assumiu o título cardinalício de "Santa Helena fora da Porta Prenestina".

A paróquia foi dirigida quase que desde a sua fundação pela ordem religiosa dos Oblatos de Maria Virgem; desde 2003 voltou ao clero diocesano de Roma.(AA)