Plenária do Episcopado da Polônia destaca e prioriza os jovens

 

Varsóvia - Polônia (Terça-feira, 12-06-2018, Gaudium Press) Segundo a declaração final da 37ª plenária do episcopado polonês, realizada de 7 a 9 de junho, 3.500 jovens poloneses declararam que desejam participar da próxima JMJ do Panamá, em janeiro de 2019.

Plenária do Episcopado da Polônia destaca e prioriza os jovens.jpg

No comunicado divulgado no final dos trabalhos, os bispos afirmam que a Polônia se tornou no primeiro entre os países europeus a estar presente no evento.

Além disso, os prelados dedicaram-se de forma especial aos jovens durante o desenrolar da Assembleia Plenária: enviaram-lhes os seus melhores votos para as férias de verão e expressaram a esperança de que reservem um período para exercícios espirituais.

Foi aprovado um documento que constitui a base do ensinamento nas escolas, adequado ao novo programa no ensino primário e médio, introduzido com a recente reforma do sistema escolar.

Direito à Educação Religiosa

Os bispos ressaltam que "ninguém pode privar os pais do direito à educação religiosa de seus filhos", advertindo, no entanto, que a defesa de tal direito "não pode ser deixada somente para a Igreja e para a escola".

Os bispos trataram também da problemática da defesa das crianças e jovens diante do problema dos abusos sexuais, como informa o comunicado.

O responsável pelo escritório competente da Conferência Episcopal da Polônia, padre Adam Zak, foi reconfirmado pelos próximos cinco anos.

Por fim, o comunicado anuncia também a próxima publicação das "Diretrizes pastorais à luz da Exortação Apostólica Amoris Laetitia", que foram aprovadas na reunião plenária. (JSG)