Porto Alegre celebra os 130 anos da Cúria Metropolitana

 

Porto Alegre - Rio Grande do Sul (Segunda-feira, 26-11-2018, Gaudium Press) Os 130 anos da construção do prédio da Cúria Metropolitana, situado no Centro Histórico da capital gaúcha, serão celebrados no dia 28 de novembro, às 19h30, com a apresentação do Coral da PUC-RS, dirigido pelo Maestro Márcio Buzatto.

Porto Alegre celebra os 130 anos da Cúria Metropolitana

Também haverá a presença de Rodrigo Schiffner, arquiteto e aquarelista, que fará a entrega de uma de suas obras à Arquidiocese de Porto Alegre, além do descerramento de placa alusiva no Claustro, onde está localizado o busto de Dom Sebastião Dias Larangeira, falecido bispo da antiga Diocese de São Pedro do Rio Grande do Sul.

A construção do atual prédio, que seria o seminário dos jovens futuros padres, antes formados no Rio de Janeiro, aconteceu no período do Brasil Império (1822-1889), através de Dom Feliciano José Rodrigues Prates, que estava à frente da então Diocese de São Pedro do Rio Grande do Sul, e idealizou o projeto em 1853.

Por sua vez, o bispo Dom Sebastião foi o responsável por consolidar a execução da obra, a partir de 1861, com a sua posse após a morte do antecessor Dom Feliciano. Com três níveis, o edifício foi desenhado pelo engenheiro francês Jules Villain. que inclusive fez o lançamento da pedra fundamental em 2 de outubro de 1865. No total, o espaço levou 23 anos para ser concluído e ocupou a área do antigo cemitério da cidade.

"Os documentos e relatos históricos descrevem que muitos restos mortais, ossadas, foram encontrados ao longo do período de construção do novo prédio, mesmo depois do início da transferência dos corpos, que já vinha sendo feita desde a proibição de que sepultamentos fossem realizados dentro da cidade, por ordem do governo Imperial" explicou Vanessa Gomes de Campos, Historiógrafa e Arquivista do Arcebispado há mais de 20 anos.

Em 1868, o arquiteto alemão Johann Grünewald ficou responsável pela construção, finalizada em 1878, quando Dom Sebastião transferiu a sua moradia para o Seminário Episcopal Nossa Senhora Madre de Deus. No dia 15 de fevereiro de 1879, lavrou-se a ata de inauguração do Seminário, que passou a receber os primeiros seminaristas.

Contudo, a conclusão de toda obra do prédio ocorreu apenas em 1888, dois meses após o falecimento de Dom Sebastião. O seminário funcionou até 1912, onde hoje é o prédio administrativo da Arquidiocese de Porto Alegre.

O atual prédio encontra-se em processo de restauração. Atualmente abriga o Arquivo Histórico, Tribunal Eclesiástico, Batistério, Residência Episcopal e Assessoria de Comunicação arquidiocesana. Em 31 de março de 2009, o local foi tombado pelo município.

Iniciada em 2012, a obra atual já concluiu a sua primeira fase, com a recuperação do espaço superior do prédio, gabinetes do arcebispado e chanceler. A segunda fase do restauro deverá ser iniciada em 2019, quando será atendido todo o pátio central, o Claustro, no primeiro piso da Cúria Metropolitana. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações da Arquidiocese de Porto Alegre