Romaria no México é reconhecida como Patrimônio da Humanidade

 

México - Port Louis (Terça-feira, 04-2018, Gaudium Press) Através de um anúncio oficial, a Organização das Nações Unidas para a Educação e a Cultura (UNESCO) decidiu incluir como Patrimônio Imaterial da Humanidade a Romaria de Nossa Senhora de Zapopan, celebrada no estado de Jalisco no México no dia 12 de outubro, sendo a segunda em número de devotos no país, depois das celebrações em honra de Nossa Senhora de Guadalupe de 12 de dezembro.

Romaria no México é reconhecida como Patrimônio da Humanidade.jpg

O pedido de inclusão da Romaria na lista do patrimônio foi feito pelo governo municipal de Zapopan, em reconhecimento a uma impressionante manifestação pública de Fé que convoca anualmente mais de dois milhões de pessoas em um percurso de oito quilômetros a partir da Catedral Metropolitana de Guadalajara até a Basílica de Zapopan.

A Romaria foi iniciada em 1734, ano no qual os devotos de Nossa Senhora de Zapopan residentes em Guadalajara pediram emprestada a venerada imagem com o fim de implorar sua proteção diante das inundações e epidemias. A imagem foi levada à cidade, onde foi declarada Padroeira de Guadalajara. Em agradecimento pela visita da imagem mariana, os devotos acompanharam massivamente sua viagem de retorno ao Santuário.

A inclusão da Romaria na lista do Patrimônio foi avaliada pelo Comitê intergovernamental responsável pela salvaguarda do patrimônio cultural imaterial, que se reuniu do dia 26 de novembro à 1º de dezembro na cidade de Port Louis, Mauricio. O comitê está composto por representantes de 24 países signatários da Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial de 2003, que deviam analisar sete propostas urgentes por risco de desaparecimento e 40 nomeações entre as quais se encontrava a Romaria. (EPC)