Basílica francesa conserva o maior número de reliquias depois do Vaticano

 

França - Toulouse (Quinta-Feira, 06-12-2018, Gaudium Press) A Basílica de São Sernino foi construída na cidade de Toulouse, França. Em suas paredes são guardadas um número grande de relíquias, só perdendo em quantidade pelo Vaticano. O edifício religioso foi consagrado pelo Papa Urbano II 1096, e sua história remonta aos primeiros séculos do cristianismo, com o martírio do Bispo São Saturnino. Segundo a "Paixão de Santo Saturnino", o bispo Santo Hilário predecessor do santo mártir foi quem mandou construir a igreja primitiva, para abrigar o corpo do bispo mártir.

cripita saint sermin.jpg

A primeira relíquia que deu origem ao lugar sagrado, foi o corpo de São Saturnino e com o passar do tempo incontáveis outras foram, ali, depositadas para a veneração pública entre elas um espinho da Santa Coroa e um fragmento da Santa Cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo, como incontáveis outras de santos e santas que são modelos para todos os cristãos.

basilicasansermin.jpg

A Igreja foi elevada à categoria de basílica em 1878. Tornou-se um dos mais importantes local de peregrinação do Ocidente, na Idade Média, onde milhares e milhares de peregrinos a visitavam para pedir ajuda e consolo. Ela fazia parte imprescindível da famosa peregrinação à Compostela.

São Saturnino ou São Sernino? Qual dos dois Santos realmente homenageia a atual basílica? Explica-nos Aleteia que a tradição afirma que o nome Saturnino com o passar do tempo, se transformou em Sarni, na língua occiatana, para definitivamente tornar-se Sernino, em francês.(PJS)