Espiritualidade

Admirar, essa alegria!

Iludido, busca o homem a felicidade nas sendas do egoísmo, julgando ser tão mais feliz quanto mais pensar em si. Ignora ele que a verdadeira alegria de alma se encontra somente na admiração, no voltar-se enlevado ao que é superior.

Seguindo os passos do Santíssimo Redentor

Homem de formação e inteligência brilhantes, a tudo renunciou para seguir os passos do Santíssimo Redentor, percorrendo povoados e vilas para admoestar e converter as almas.

São Francisco Solano: O Frade do Violino

Homem capaz de mover multidões à conversão e de se enternecer com o canto de um passarinho, deixou um exemplo de vida que atravessa os séculos, como promessa de um grandioso porvir para a América

O segundo Concílio de Constantinopla

A temática do concílio girou em torno da heresia monofisita, surgida no Oriente, mais propriamente em Alexandria

São Gregório Magno, Papa e Doutor da Igreja

No fim do século VI, Roma desabava no caos e com ela agonizava toda uma civilização. Os rumos da história mudavam drasticamente quando um monge beneditino foi escolhido Papa. Era Gregório I, a quem a História qualificou de "o Magno".

Toma e lê

Ao percorrermos a história dos santos, encontramos algumas almas "a quem o Senhor acariciou desde o berço até a sepultura

Martírio de São João Batista

Os discípulos de João, tendo sabido de sua morte, vieram buscar-lhe o corpo e o puseram num túmulo, Depois, foram contar a Jesus o que tinha acontecido.

Santo Agostinho

Quem não conhece Santo Agostinho? Quem não conhece as Confissões, onde deplora os desvarios da juventude? Quem não conhece sua mãe, Santa Mônica, chorando noite e dia aquele filho, seguindo-o por toda a parte e implorando sem cessar ao céu, em seu favor?

Santa Mônica, mãe de Santo Agostinho

"É impossível que o filho de tantas lágrimas pereça!", com esta confiança Santa Mônica conseguiu, após anos de oração, a conversão de seu filho, Santo Agostinho.

São Luís, Rei de França

Cavaleiro e religioso, patriarca e rei, seu maior título de glória é o de ter vivido sempre sob o olhar de Deus e a serviço da Divina Majestade